Rumo ao Oscar | O Regresso


Olá, pessoas! Depois do super feriado do carnaval, resolvi compartilhar minhas opiniões sobre o filme "O Regresso" (The Revenant), o tão premiado e falado nas últimas premiações da 7ª arte, principalmente pela atuação do ator Leonardo DiCaprio e pela direção de Alejandro González Iñárritu, que levou o Oscar de Melhor Filme, Melhor Diretor e Melhor Roteiro Original por "Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)" no ano passado, se tornando um grande assunto de Hollywood.

A história de "O Regresso" é baseada na figura real de Hugh Glass, que no filme é interpretado por Leonardo DiCaprio. O filme é ambientado por volta do século 19 nos Estados Unidos, em meio a um conflito envolvendo uma expedição em busca de peles para caçar a fim de comercializar. Glass, seu filho Hawk (Forrest Goodluck) e o resto do grupo são surpreendidos por um ataque indígena, o qual acaba matando vários membros e fazendo os sobreviventes abandonarem o acampamento e fugirem para outro local em um barco.



Já nos momentos iniciais pode-se notar que a fotografia do longa é de uma qualidade incrível, com belíssimas tomadas da natureza e cenas de ações (especialmente as que não possuem cortes). É normal ficar deslumbrado durante todo o filme, já que as paisagens são de tirar o fôlego de tão bonitas.

"O Regresso" se destacou por não se tornar nada cansativo mesmo focando em um único personagem principal durante todos os seus minutos. Para mim, não se tratou apenas do desejo de vingança do Glass, mas sim de sua luta contra a natureza e todos os desafios que precisou passar para garantir sua sobrevivência. Uma das cenas que mais foi comentada e que igualmente me surpreendeu foi a que mostra Glass sendo atacado por  um urso enorme. De tão bem feita, mesmo tendo sido feita com o auxílio de computação gráfica e um dublê interpretando o animal, parece até real, especialmente pela incrível maquiagem dos ferimentos deixados após vários arranhões e mordidas no personagem. Toda a ação da cena me fez arregalar os olhos e me mexer na poltrona do cinema, impressionada com cada movimento do ataque.



Ficando impossibilitado de se locomover após o ataque, Hugh Glass precisa de ajuda para seguir o caminho junto ao seu grupo. Para piorar, uma nevasca os alcança e o corpo de Glass se torna um fardo para os homens que os carregam, fazendo com que o Capitão Andrew (Domhnall Gleeson) deixe a tarefa de proteger e manter Glass vivo para John Fitzgerald (Tom Hardy) e Bridger (Will Poulter). Esses dois personagens são muito distintos e tem mentalidades bem diferentes, o que torna a missão muito mais difícil de ser cumprida ao envolver um clima intenso e até a volta dos ataques indígenas. Tom Hardy consegue nos passar a complexidade de seu personagem, que não chega a ser um vilão completo, mas mesmo assim nos faz acreditar que ele tem seus motivos para tudo que causou.

O filme mostra uma reabilitação do personagem Glass de maneira rápida, o que me fez questionar se uma pessoa de verdade realmente teria conseguido sobreviver a tantas coisas extremas que ele passou, especialmente com os ferimentos posteriores do ataque do urso. São muitas as situações difíceis que a natureza e as pessoas criam contra o protagonista, fazendo seus motivos para sobreviver mudarem constantemente, mesmo a principal razão, que envolve o Fitzgerald (motivo pelo qual há uma cena incrível no final do filme) continuar no topo de sua lista. 


Estão especulando por aí que é muito provável Leonardo DiCaprio finalmente levar o Oscar de Melhor Ator por "O Regresso", além da própria produção ser premiada na categoria de Melhor Filme e Melhor Diretor. Eu, particularmente, acho muito provável de toda essa previsão ser realizada. Foi uma experiência incrível assistir a esse filme no cinema, então se "O Regresso" estiver em cartaz no cinema da sua cidade, não perca tempo e vá assistir também!

Indicações de "O Regresso" ao Oscar 2016: 
  • Melhor filme
  • Melhor ator (Leonardo DiCaprio)
  • Melhor diretor (Alejandro G. Iñárritu)
  • Melhor design de produção
  • Melhor fotografia
  • Melhor figurino
  • Melhores efeitos visuais
  • Melhor montagem
  • Melhor ator coadjuvante (Tom Hardy)
  • Melhor edição de som
  • Melhor mixagem de som
  • Melhor cabelo e maquiagem



    Espero que tenham gostado! Até mais!

4 comentários:

Deise disse...

Adorei a resenha!!

Izabella cordeiro disse...

Olá.
Assisti esse filme durante o carnaval e realmente foi emocionante, as fotografias são lindíssimas e se você não mencionado o fato do filme estar sempre focado num único personagem eu bem iria perceber. A viagem do filme é extraordinária, foi realmente lindo de assistir e recomendo.

Anderson Rendeiro disse...

Angélica, seu blog é muito bom, essa postagem mais ainda. Você descreveu muito bem o filme, que por sinal é muito bom. Continue seu magnífico trabalho!
Se você se interessar por ciência, visite meu blog: Angélica, seu blog é muito bom, essa postagem mais ainda. Você descreveu muito bem o filme, que por sinal é muito bom. Continue seu magnífico trabalho!
Se você se interessar por ciência, visite meu blog: http://photoscientific.blogspot.pt

Luana Souza disse...

eu já havia ouvido falar do filme, mas agora depois de ler seu post/resenha, fiquei curiosa!!! acho que vou assisti-lo logo (:
beijos :*
http://memorialices.blogspot.com.br/

Postar um comentário

O que você achou sobre esse post?