A Criônica na Ficção

A Christmas Carol (Doctor Who)
Durante uma aula de química, meus ouvidos captaram a palavra "criogenia" em meio a um debate sobre temperaturas muito baixas. Passei a ficar interessada ao saber que há uma história de que o corpo do famoso cineasta e roteirista (além de várias outras atribuições) Walt Disney fora congelado após sua morte causada por um câncer de pulmão. Para entendermos melhor os motivos os quais levariam alguém a querer fazer isso, vamos a uma explicação sobre o termo que tanto me intrigou:

Para começar, a palavra Criogenia vem do grego κρύος, onde Kryos significa frio ou congelado. A criogenia é a ciência derivada da físico-química que trata de estudos sobre tecnologias para conseguir chegar a produções de temperaturas baixíssimas, objetivando o zero absoluto (a menor temperatura possível numa escala progressiva), através do congelamentos de materiais. A principal aplicação desta técnica é a obtenção do oxigênio líquido (utilizado por hospitais e indústrias) e combustíveis criogênicos, que são usados em foguetes.

Nessa mesma ideia, um outro ramo bem mais comentado pela sociedade é a Criônica, que, diferente da Criogenia, é uma técnica com a finalidade de preservar os corpos de humanos recém-falecidos através da criopreservação, feita em uma câmara preenchida por nitrogênio líquido. Esse congelamento tanto de humanos quanto de animais não pode ser desfeito uma vez concluído, com a esperança de haver um processo de reanimação no futuro, com o qual o ser congelado volte à vida com seu corpo totalmente preservado.

"Te verei em outra vida, onde nós dois seremos gatos." (Vanilla Sky)
A técnica da Criônica é muito abordada no cinema e na televisão, através de filmes como Vanilla Sky, em que o personagem David Aames, vivido por Tom Cruise, é submetido a uma animação suspensa por ter sido congelado e vive em uma projeção da realidade criada por sua mente enquanto passa pelo processo de reanimação, que durante o filme envolve alguns problemas "técnicos".
Outro exemplo de criopreservação é visto na série animada de ficção Futurama.



A série se passa em um futuro distante e bem usado pela ficção, onde são utilizados carros voadores, robôs e alienígenas. No meio deste contexto futurístico existe um humano chamado Fry, e o motivo do mesmo estar vivenciando tudo aquilo foi abordado no começo da animação. Como visto no vídeo acima, Fry é submetido à técnica da criônica, sendo congelado em uma câmara durante um longo período, em que os dias passam e as coisas vão mudando, até que se chega no ambiente futurístico na série abordado.

Ninguém sabe ao certo se um dia essa técnica poderá ser revertida e todos os que foram congelados até agora retornarão com vida no futuro, nem mesmo a maioria dos cientistas especialistas neste assunto, mas a dúvida não tira o lado interessante dessa possibilidade. Quem ousar querer passar por essa experiência Post Mortem, é só desembolsar uma quantia por volta dos 100 mil dólares e terá uma possível passagem para o futuro. 

2 comentários:

Cleonildo Lucas disse...

Muito bom post, aprendi bastante.
Parabéns.

Cleonildo Lucas disse...

Muito bom post, aprendi bastante.
Parabéns.

Postar um comentário

O que você achou sobre esse post?